Tabela de Referência para Shows & Espetáculos

Captura de Tela 2017-07-02 às 09.44.45.png 

Com o intuito de regularizar a cobertura de shows, festivais e espetáculos, a ARFOC-SP lança tabela de referência específica. Além de estabelecer um piso, a medida prevê melhorias para os profissionais que atuam na área.

Devido a crescente demanda do uso de imagens em impressos, mídias eletrônicas e redes sociais, e do Brasil estar na rota de grandes turnês, com apresentações nacionais e internacionais, os fotógrafos sentiram necessidade de se organizar para criar uma referência (de preço, carga horária e diferentes utilizações do material) no sentido de regulamentar o mercado. Para isso a Associação realizou uma série de reuniões com fotógrafos interessados em debater o tema, na busca de soluções viáveis e uma nova conduta para o segmento.

Nas discussões, ficou evidente que há uma disparidade de valores praticados e foi criado um grupo de estudo com 35 profissionais, que durante 3 meses trabalharam na proposta. Para a construção da nova tabela, usaram como base os valores cobrados para cobertura de shows em casas de espetáculos e em grandes festivais, tanto para freelancers quanto para veículos de comunicação.

Após intenso debate, chegou-se a um consenso. A tabela estabelece um preço mínimo e padroniza a quantidade de horas ideais para a cobertura de um único show (4 horas) e em um grande festival (8 horas). Além disso, foram incluídos valores para viagens (acima de 100km), e em caso de turnê (viagem com a produtora ou banda) foi sugerida cobrança semanal. Também detalha os valores para venda de fotos para jornais, livros e revistas. Neste caso, os mesmos cobrados no Fotojornalismo, já que o modo de venda é semelhante.

Um ítem que merece destaque, é a cobrança de fotos postadas em sites e redes sociais. Muitos profissionais estão tendo suas fotos divulgadas sem consentimento, mas há que se respeitar as normas de uso, mesmo em território "livre" como a internet, estabelecendo um valor cobrado pelo descumprimento das leis.

A nova tabela também engloba a produção de material promocional, produzido em estúdio ou em locação aberta, com a finalidade de divulgação da banda em CDs, DVDs, encartes, banners, etc.

As reuniões também serviram para identificar os principais pontos críticos, onde foram discutidos problemas do credenciamento ao comportamento dentro do photopit, com o objetivo de melhorar a relação dos profissionais com as assessorias ou produtoras, e acompanhar as contantes mudanças que os novos meios exigem.

A ARFOC-SP parabeniza todos os profissionais que participaram da iniciativa. Durante todo o processo, foi fundamental a união da categoria para resolver, através de encontros e muito trabalho, os problemas do setor. A construção dessa Tabela de Referência é o primeiro passo na luta por uma remuneração mais justa para os profissionais e um avanço no aprimoramento da categoria.

Tags:

Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos no Estado de São Paulo

Rua Rego Freitas, 530, Sobreloja - Vila Buarque - São Paulo/SP - Cep: 01220-010 - Telefones: (11) 3257-3991 e (11) 94162-2008   Whatsapp 

   

Pesquisar no site